EMPREENDEDOR ou EMPRESARIO?

Aquele que promove mudanças, que tem iniciativa, autonomia, confia em si mesmo e é otimista. É aquela pessoa que cria, desenvolve e realiza a sua própria visão de futuro, que torna seus sonhos realidade. É motivado pela necessidade de alcançar seus objetivos.

Na concepção dos economistas, EMPREENDEDOR é sinônimo de empresário, ou seja, empreendedores são pessoas que exercem atividades empresariais. Entretanto, ser empreendedor na concepção da Psicologia, ou seja, ter alta necessidade de realização e as tendências comportamentais descritas por McClelland, não implica necessariamente em atuação empresarial. Porém, tem sido demonstrado que indivíduos empreendedores apresentam uma grande propensão a se tornarem empresários, com grandes probabilidades de sucesso.

Indivíduos com alta necessidade de realização desenvolvem atividades econômicas mais vigorosas e bem sucedidas;

Quando um indivíduo com alta necessidade de realização torna-se empresário, tende a se comportar em direção ao progresso constante (expansão da empresa em nº de trabalhadores, produção e retorno de investimentos).

De acordo com as conclusões de McClelland, motivação de realização e características comportamentais associadas é fator chave para o crescimento econômico dos indivíduos, considerando sua alta associação com comportamentos empresariais, é a explicação para a aparente indiferença de muitos a sensibilidade de poucos para oportunidades econômicas do ambiente.

É fácil compreender porque pessoas que aceitam riscos e preferem atividades em que possam controlar diretamente os fatores envolvidos e assumir responsabilidades pessoais sintam-se atraídas pela possibilidade de criar uma empresa, especialmente quando as condições políticas e sócio econômicas são adequadas. Em sua própria empresa, o empreendedor é a última instância decisória, pode atuar de acordo com seu próprio padrão de excelência e aproveitar as oportunidades percebidas no meio, como é de seu inteiro agrado.

Postagens mais visitadas